Notícias | Ofertas de Emprego | Agenda Fiscal
                 
 

DESEMPREGO ATINGE NOVO RECORDE NOS 14,9%

A taxa de desemprego para o primeiro trimestre deste ano atingiu os 14,9%, um novo máximo histórico. A taxa equivale a 819,3 mil trabalhadores no desemprego, mais 48,3 mil pessoas que no trimestre anterior, e mais 130,4 mil pessoas do que no primeiro trimestre de 2011.

Os números oficiais do Instituto Nacional de Estatística - que representam a média do trimestre - são diferentes dos cálculos do Eurostat, que na previsão mensal, apontam para um novo máximo de 15,3% para o mês de março.

Esta taxa, é superior em 2,5 pontos percentuais ao do trimestre homólogo de 2011 e mais alto em 0,9 pontos percentuais em relação ao trimestre anterior.

Apesar de a população ativa ter caído 0,5% em relação ao último trimestre de 2011 e 1,3% quando comparado com o primeiro trimestre do ano passado, a taxa de desemprego ainda assim aumentou penalizando sobretudo os mais jovens, na faixa etária entre os 15 e os 24 anos: o desemprego jovem voltou a crescer e está agora nos 36,2%.

A região do país onde o desemprego mais aumentou foi o Algarve - onde a taxa atingiu os 20%, nível inédito em Portugal. A segunda taxa mais alta no primeiro trimestre era a de Lisboa (16,5%).

Ainda segundo o INE, havia no início do ano 4,7 milhões de pessoas empregadas em Portugal - uma redução de 4,2%, ou 203 mil trabalhadores, em relação a 2011.

Recorde-se ainda que a previsão do Governo para a taxa de desemprego média em 2012 é 14,5%, o ministro das Finanças já veio dizer que há dados novos a serem compilados pelo Governo, troika e Banco de Portugal, e que serão conhecidos por altura da próxima avaliação do programa de assistência. Pelas palavras de Vítor Gaspar, a revisão será calculada em alta.

_
in "Boletim Empresarial" 2012/14 a 18 de Maio

   

 

                 

Acitofeba 2012 | geral@acitofeba.pt